Informação sobre solos

SOLO CUIDADO, SOLO FÉRTIL

A principal finalidade de uma análise de solos é verificar a condição de fertilidade das terras e avaliar os níveis de presença de determinados nutrientes para uma consequente recomendação racional e eficiente de fertilizantes e correctivos.

A IMPORTÂNCIA DA ANÁLISE DOS SOLOS

A compra de fertilizantes e calcário consome parte significativa dos recursos financeiros destinados à plantação e gestão de culturas agrícolas. Por outro lado, cerca de 50% dos ganhos de produtividade devem-se ao uso de fertilizantes e correctivos nos cuidados com a plantação, enquanto os restantes 50%resultam do investimento na aquisição de sementes de qualidade superior, controlo de pragas e de doenças e outras práticas de cultivo.Pela importância que tem a recomendação adequada de fertilizantes e calcário, deve conhecer-se de forma rigorosa a disponibilidade de macro e micronutrientes e a textura do solo em questão.Só uma análise periódica do solo pode indicar com precisão esta necessidade de fertilizantes e calcário.

AMOSTRAGEM DO SOLO

A primeira e mais crítica etapa de uma análise de solo é a amostragem da área. O agricultor deve prestar especial atenção ao processo de recolha das amostras, pois um erro na amostragem pode comprometeras etapas seguintes, nomeadamente a definição das quantidades ideais de calcário e fertilizantes para o seu terreno.

ALGUNS PASSOS DEVEM SER ADOPTADOS PARA UMA BOA AMOSTRAGEM:

> Subdivisão da área a ser amostrada em talhões homogéneos, conforme as diferenças de cor do solo, posição topográfica, vegetação ou cultura anterior, textura, drenagem das áreas, etc., de modo a que as amostras representem áreas uniformes em relação ao tipo de solo;

> Para cada talhão homogéneo (área com máximo de 10ha), deverá ser realizada uma amostragem;

>As amostragens devem ser feitas com a recolha de amostras simples em aproximadamente 20 pontos em cada talhão (recolhidas ao acaso caminhando em ziguezague). Misturadas estas amostras simples obtém-se uma amostra composta da qual serão retiradas cerca de 500g que, após colocadas em saco de plástico limpo e devidamente identificado, serão enviadas para laboratório;

>As profundidades de amostragem devem ser de até 20cm para a maioria das culturas anuais e de até 60cm para culturas permanentes;

>As amostragens profundas (até 60cm) permitem detectar a ocorrência de barreiras físicas ou químicas (toxicidade por alumínio, deficiência de cálcio)que impedem o crescimento radicular, limitando a absorção de elementos;

>Em culturas permanentes já implantadas (fruticultura, cafeicultura) podem ser realizadas amostragens separadas na faixa que recebe as adubações(próxima da planta ou sob as copas) e nas entrelinhas não adubadas;

>Não deverão ser recolhidas amostras próximas a casas, pântanos, barrancos, caminhos pedestres, etc., e nunca deverão ser utilizados recipientes usados ou sujos como sacos de adubo ou cimento;

>A época da recolha e envio de amostras ao laboratório é variável, mas o ideal para culturas anuais é no início do período da seca quando o solo ainda apresenta alguma humidade, facilitando os procedimentos de amostragem. 

Para as culturas permanentes a amostragem deverá ser realizada preferencialmente após a colheita;

>Idealmente, a análise no mesmo talhão deverá ser repetida em intervalos de 1 a 4 anos.


PROCEDIMENTOS PARA RECOLHA DE AMOSTRAS DE SOLO:PROCEDIMENTOS PARA RECOLHA DE AMOSTRAS DE SOLO: